Próximo Porto - Mar Del Plata



Mar del Plata – (Mar da Prata) Nem sempre os erros têm um nome. Mas em Mar Del Plata esse equivoco deu origem ao próprio nome da cidade. Em 1526, Sebastião Caboto, após entrar em contacto com os locais ao explorar o estuário do Rio Uruguai constatou que os mesmos se adornavam de prata. Este facto levou o navegador veneziano a fantasiar com o reconhecimento e favores junto da Coroa espanhola graças aos opíparos carregamentos do precioso metal que, supunha, jaziam nestas paragens. Passou de imediato a referir-se a essa zona como "rioplatense". O que il Signore Sebastião não sabia era que esta prata era remanescente da passagem da expedição de um homónimo seu, o português também ao serviço de Espanha, Aleixo Garcia. O que é certo é que o acto irreflectido por parte do navegador deu origem a nome de cidade e, décadas mais tarde quando o poeta Miguel del Barco Centenera no seu histórico poema, La Argentina o la conquista del Río de la Plata, fez uso da palavra latina que significa prata, Argentum, referindo-se ao que hodiernamente é o segundo maior país da América do Sul, gravou pelo seu punho nas páginas da história, o nome da nação, onde nas suas mais veladas salas se dança o tango, onde confluem harmoniosamente os europeus usos e costumes com as indígenas tradições dos Quechua, das pistas que forjaram o penta campeão Juan Manuel Fangio ao mundo do futebol que viu nascer El Barrilete.
" - Só me casarei com um príncipe ou um presidente". Perguntam alguns intrigados: “ - Mas o que é que isto tem a ver com Mar da Prata? ” Porque foi dito por uma Dama de ouro para os que nasceram em “Argentum”. Maria Eva Duarte de Perón, Evita. Ainda que possa parecer fora de contexto, Evita vive ainda enquanto mito em todos os recantos da Argentina e acaba por ser um justo laurel mencionar aqui, a Maria dos Argentinos que tal como Cristo deixou este mundo aos 33 anos e que foi Senhora da Casa Rosada e ídolo dos descamisados.
Por tudo isto e muito mais que vocês vão ter oportunidade de fruir, “Bienvenidos a Argentina Caballeros”.
Mar del Plata, tem uma população, 600 000, um pouco superior à de Lisboa, 489 563. A cidade foi fundada em 1847 e tem uma das melhores infra-estruturas hoteleiras de todo o país. Dista 404 km da capital, Buenos Aires é um dos maiores portos de pesca da Argentina e a mais importante estância balnear deste país com mais de 17kms de praias. E sintam-se gratos por visitarem esta cidade de verão pois na estação antagónica as praias recebem as suas simpáticas mascotes, os leões-marinhos que se instalam prazenteiramente, como donos que são, destas costas.
O verão pode ser uma estação de extremos que pode levar a diferenças de temperaturas entre os 40°C durante o dia e à noite descer significativamente graças aos ventos que vêm do Oceano Atlântico. Um casaquinho à noite pode fazer a diferença.
Para quem sinta que o subsidio de embarque lhe está a pesar nos bolsos pode sempre prestar uma visita ao Casino Central, uma construção à beira-mar que é difícil de não dar se com ela de tão gigantesca e massiva que é. Podem sempre aproveitar a ida ao casino para um passeio pela Praia Central, as outras são: Municipal; Popular - Muelle Club de Pesca; Bristol (Punta Piedra); Playa Varese (Cabo Corrientes); Chica; Grande do Porto; Punta Mogotes; Centro; Faro; Perla Norte; Sul; La Perla (Punta Iglesias). Esta última teve em tempos idos um porto, Laguna de los Padres, sendo o primeiro a dirigir diligências no mesmo o Lusitano Cavaleiro Don Coelho de Meyrelles.
A vida nocturna tem um horário muito flexível, digamos muito Ibérico. À meia-noite há transeuntes na rua. Não se esqueçam que Mar del Plata recebe mais de um milhão de turistas por ano, sendo a sua maior afluência no verão. Acreditando nos sites de turismo, opções gastronómicas não faltam e a comida não é ora tão cara como se supõe. Mas atenção, não façam como um ex Mar ”L” que eu conheço fez num restaurante na Dinamarca e que lhe saiu bastante caro. Consultem primeiro as ementas e os preços e no caso de serem extorquidos não me apontem o dedo afirmando que a culpa é do gajo que escreve cenas no blog.
Mar del Plata nos tempos áureos da 7ª arte foi um verdadeiro alfobre de cinéfilos, somando um total de 60 salas de cinema, e recebe desde 1954, em Março o Festival Internacional de Cinema de Mar del Plata.
Outros lugares onde não devem deixar de marcar presença são, o centro histórico e apreciar a sua arquitectura antiga, a Catedral dos Santos Pedro e Cecilia, Praza San Martín, Teatro Colón, Palácio Municipal, Palácio Árabe, Rua San Martín e o Grande Farol são pontos de interesse cultural. Para descontrair podem sempre ir visitar os mais antigos amigos que o marujo pode ter no Aquário Central num dos muitos shows com golfinhos que aqui são apresentados. Mas a coisa não fica por aqui, os mais ousados têm oportunidade de mergulhar por entre mais de 1 500 peixes de 20 espécies diferentes, desde as selectas raias, às lindas tartarugas e aos temíveis tubarões, tudo isto num tanque de água de mar especialmente aclimatado e ambientado com distintos cenários submarinos. No caso de estarem interessados o site do aquário é:
http://www.aquariummardelplata.com/interactivas_bucear_peces.php

Que lo pasen bien

A informação escrita contida neste post é da autoria do camarada
Ex MAR "L" Armando Moreno
Contacto - armo900@gmail.com
O meu muito obrigado pelo seu contributo.

2 comentários:

manuel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
manuel disse...

Ai como eu gostava de fazer parte dessa guarnição para, tal como vocês, desfrutar dessa fabulosa viagem. Gozem o máximo. Pelos vistos tem corrido tudo bem, e que assim continue, é o que vos desejo. Abraços ao pessoal, em especial para ti, Belo, Rosa, Mestres Teixeira, Meireles e Passarão, Pintelho, Eusébio, Pinto das Tintas, Etc...

PS:
Bebam umas jolas por mim.

Até outro dia

Cabo M Casimiro